domingo, fevereiro 22, 2015

Cresce crise no PROS e direção do partido quer expulsão de Cid Gomes

O ex-governador do Ceará e atual ministro da Educação, Cid Gomes, é citado em reportagem deste domingo (22) de O Globo como o pivô de um crise dentro do PROS que ameaça sua permanência e do irmão, Ciro Gomes. Pouco mais de dois anos após deixar o PSB, também por divergências públicas com a cúpula da legenda, agora Cid é acusado de provocar crise com objetivo de controlar o PROS.

Ao emplacar o deputado estadual Domingos Neto como líder do partido na Câmara, Cid tenta criar um comando paralelo, e, segundo adversários, tem minado a liderança do presidente Eurípedes Júnior. O ex-líder do PROS na Câmara, Givaldo Carimbão (AL), já defende que os irmão Gomes deixem o partido.

"Cid tomou o partido politicamente e agora quer tomar também juridicamente. Tentei abrir os olhos do Eurípedes. Desde o começo, disse que ele não sabia o tamanho do problema que estava arrumando quando convidou os Gomes. Agora, ou eles saem, ou é melhor entregar logo o PROS para eles", diz Carimbão.

0 comentários:

Postar um comentário