segunda-feira, março 16, 2015

JOSÉ GUIMARÃES Líder do Governo acha normal protestos contra Dilma; 'gritamos fora FHC, fora Sarney'

Apesar de considerar naturais os protestos, Guimarães questionou a contagem do público presente nos eventos
José Guimarães
Deputado cearense questionou o público presente nos protestos em São Paulo e Fortaleza
O líder do Governo Federal na Câmara dos Deputados, o deputado cearense José Guimarães (PT) comentou hoje, para o jornalista José Maria Melo, as manifestações que tomaram o Brasil neste domingo.
Para ele, os protestos fazem parte da ordem democrática e não estranha os pedidos pela saída da presidente Dilma Rousseff. "Evidentemente nós gritamos muitos vezes fora FHC. Lembra no passado? Fora FHC, Fora Sarney. Nada que possa interditar nossa maneira de governar. O governo tem que anunciar medidas.As ruas tem que dizer pra nós que alguma coisa tem que mudar", disse.
Apesar de considerar naturais os protestos, Guimarães questionou a contagem do público presente nos eventos. "Onde cabe um milhão de pessoas na Av. Paulista, que só tem 12 quarteirões? Se a mídia tivesse a cada minuto convocado, a da CUT provavelmente daria o triplo", questionou.
Sobre o movimento em Fortaleza, o líder governista também reduziu o público divulgado pela Polícia Militar. "A praça Portugal cabe no máximo 3 mil pessoas ali. Nem cabe 20 mil pessoas. Todo mundo estava aglomerado lá".
Mea culpa
Para Guimarães, o Governo Federal deve reagir às ruas com ações efetivas.  "De qualquer maneira, acho que devemos fazer uma inflexão na política econômica. Na área política temos que radicalizar por que senão não terá reforma política. Temos que interditar o financiamento empresarial das campanhas", acredita.
"Um pacote anticorrupção deve sair até 10 dias. Devemos fazer uma cruzada e taxar as grandes fortunas. Uma minoria dos brasileiros tem uma renda do tamanho do mundo. É uma medida necessária e essencial", explicou.

0 comentários:

Postar um comentário