quinta-feira, março 26, 2015

PMDB vê ato de 12 de abril como 'divisor de águas' para Dilma

O vice-presidente Michel Temer juntamente com deputados do PMDB faz diagnóstico de que as manifestações contra Dilma Rousseff marcadas para 12 de abril serão um “divisor de águas” para o governo.

Os peemedebistas dizem que, se os atos reunirem mais gente que os do dia 15, o apoio ao Planalto no Congresso vai diminuir.

Para os deputados, as bancadas não estão dispostas a assumir o ônus de defender um governo sem respaldo popular.

1 comentários:

  1. SÁBADO AGORA DIA 28 OCORRERÁ EM TODAS AS CAPITAIS DO BRASIL, EM FRENTE AOS QUARTÉIS GENERAIS DO EXÉRCITO BRASILEIRO, UM PEDIDO DE MILHARES DE PESSOAS PARA QUE OS MILITARES ASSUMAM O GOVERNO EM SUBSTITUIÇÃO AO ATUAL DE DILMA, SERÁ ÀS 14:00HS DE SÁBADO.

    ResponderExcluir