quarta-feira, junho 30, 2010

SEM SOM, E SEM IMAGEM

TSE DECIDE QUE NEM CID NEM LÚCIO PODEM USAR DILMA NA PROPAGANDA DA TEVÊ
Por: Donizete Arruda

O Tribunal Superior Eleitoral(TSE) surpreendeu os partidos políticos do Brasil ao definir que partidos aliados nos estados com candidatos diferentes à presidência ficam impedidos de usar voz e imagem dos candidatos em sua propaganda eleitoral. Essa resolução do TSE adotada na noite desta terça,29, obrigará reajustes em dezenas de coligações partidárias por todo o País. 
A consequência dessa nova definição da Justiça Eleitoral é que no Ceará nem o governador Cid Gomes nem o candidato do PR, Lúcio Alcântara, poderão utilizar a imagem da candidata do PT, Dilma Roussef em sua propaganda eleitoral da televisão. Também fica vedada a voz de Dilma nos programas de rádio. A proibição também vale para a internet, cartazes e adesivos.
A proibição do uso da candidata Dilma por Lúcio Alcântara decorre dele estar aliado ao PPS na disputa ao Governo do Ceará. O PR de Lúcio está com Dilma, mas o PPS vota em Serra. Assim, Lúcio fica impedido de colocar a imagem e a voz de Dilma Roussef. Essa decisão atrapalha a estratégia eleitoral dele de se vincular como segundo palanque de Dilma no Estado.
A mesma regra vale para o governador Cid Gomes. Na sua coligação, o PTB está coligado com o PSDB de José Serra. E é extensa a lista dos pequenos partidos que tÊm candidato a presidente. O PHS tem candidato a presidente. O PSL também tem seu candidato a presidente. Ou seja, na coligação do Governador existem pelo menos três candidatos ao Planalto, excluindo a candidatura de Dilma Roussef que é a prioridade para alavancar a reeleição de Cid ao lado do presidente Lula. Com tantos candidatos a presidente, a nova regra do TSE veda a propaganda de Cid o uso da voz e da imagem da candidata Dilma Roussef.
A solução para o governador Cid Gomes e para o candidato Lúcio Alcântara é reexaminar as coligações partidárias. Cid terá que se livrar do PTdoB, PHS e PSL se quiser utilizar a imagem de Dilma Roussef na sua propaganda. Já Lúcio não poderá manter a aliança com o PPS que apóia a candidatura de José Serra.

SERÁ QUE AGORA É ?



Deputado do DEM do Rio será o vice de Serra, diz Rodrigo Maia

Índio da Costa tem 40 anos e foi relator do projeto Ficha Limpa.
Escolha é resultado da crise na aliança devido à indicação de Alvaro Dias


O presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), disse nesta quarta, em São Paulo, que o deputado federal Índio da Costa (DEM-RJ) será o candidato a vice na chapa do presidenciável tucano José Serra.
Maia concedeu entrevista coletiva no início da tarde diante da casa de Serra, em São Paulo. A escolha é resultado de negociações entre integrantes das cúpulas do DEM e do PSDB.
A indicação de um nome do DEM é decorrência da crise que se abriu entre os dois partidos depois que foi tornada pública pelo presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, a informação de que o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) era o nome escolhido pelos tucanos.
Rodrigo Maia disse que a opção por Índio da Costa "não foi uma decisão de partido A ou B". Segundo ele, a intenção foi procurar "um nome jovem" - Costa tem 40 anos.
O presidente do DEM afirmou que o deputado tem uma atuação "importante" no Rio de Janeiro e trabalhou "de forma muito correta" no projeto  Ficha Limpa, que impede as candidaturas de políticos com condenações judiciais em órgãos colegiados.
"Tenho certeza que é um nome que vai agregar muito nas eleições deste ano", afirmou Maia. Segundo o presidente do DEM, o próprio candidato José Serra concederá uma entrevista coletiva às 17h30 desta quarta em Brasília para falar sobre a escolha do vice.
"Ele [Índio da Costa] tem a cara dessa renovação que o DEM vem fazendo. Tem atuação destacada na Câmara e vem de um estado que é o terceiro maior colégio eleitoral do país", afirmou o vice-presidente do DEM, deputado federal ACM Neto (BA).
Depois de ter a indicação retirada, o senador Álvaro Dias disse que só vai comentar a escolha do deputado Índio da Costa para concorrer ao posto de vice na chapa encabeçada por Serra depois de conversar com o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE). Segundo ele a conversa ocorrerá ainda nesta quarta.
Perfil
Antonio Pedro de Siqueira Indio da Costa nasceu no Rio em 1970. É bacharel em Direito pela Universidade Cândido Mendes, com especialização em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
Costa foi vereador na Câmara Municipal do Rio nas legislaturas de 1996, 2000 e 2004. Foi eleito deputado federal em 2006. Na Câmara, é membro da Comissão de Constituição e Justiça; da Comissão de Defesa do Consumidor; e da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática. Foi relator do Estatuto da Metrópole e do projeto de lei que deu origem ao Ficha Limpa.
 

ROBERTO PESSOA VAI COORDENAR CAMPANHA DE LÚCIO



Prefeito de Maracanaú deixa cargo para coordenar campanha de Lúcio Alcântara

Roberto Pessoa garante que a postulação de Lúcio vai surpreender e que conta com boa estrutura para embate 'dos mais difíceis'
O prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, se licencia, nesta quinta-feira, 1° de julho, do cargo de prefeito. Ele informa que vai ser o coordenador-geral da campanha de Lúcio Alcântara (PR) ao Governo do Estado.

Roberto garante que a postulação de Lúcio vai surpreender e que conta com boa estrutura para embate “dos mais difíceis”, reconhece. Ele confirmou ainda que o advogado Irapuan Carmurça será o coordenador jurídico da campanha.

Antes de se licenciar, ele receberá nesta quarta-feira, às 15 horas, da Câmara Municipal de Fortaleza, a Medalha Boticário Ferreira. A cerimônia antecede a convenção estadual do PPS, parceiro do, PR nestas
Léo Alcântara desiste de reeleição

O deputado federal Léo Alcântara, filho do candidato a governador pelo Partido a República (PR), Lúcio Alcântara, confirmou, nesta quarta-feira, 30, que não vai postular reeleição. “Resolvi me dedicar à campanha do meu pai”, avisou, explicando que essa posição evitaria algum tipo de ciumeira ou divergência nas bases da coligação pró-Lúcio, formada pelo PR com o PPS. Léo Alcântara garantiu que, com a decisão, os prefeitos que o apoiavam deverão ficar livres para respaldar outros nome da legenda.

O parlamentar não diz, mas fontes do PR garante que ele sai do cenário político-eleitoral para evitar polêmicas do passado. Na época em que disputou a reeleição, Lúcio Alcântara enfrentou questionamentos sobre “interferências domésticas” que chegaram a ser levantadas pelo senador tucano Tasso Jereissati em sua gestão. A partir disso, Tasso se afastara do governador e suas bases passaram a respaldar o nome do hoje governador Cid Gomes (PSB).

Léo Alcântara disse que a entrada do seu pai na disputa governamental chegou como forma de dar aos cearenses uma opção por alguém que fará oposição responsável e em condições de apresentar um plano de governo capaz de dar ao Estado melhores perspectivas. “Faz muito tempo que ele (Lúcio) dizia que o Ceará precisava de opção e que a unanimidade que existia era unanimidade artificial, tanto que logo se quebrou e em várias partes”, observou, destacando que o ex-governador se colocou na oposição desde o primeiro dia da atual gestão.

O parlamentar reiterou que Lúcio Alcântara fará campanha pró-Dilma Roussseff (PT), porque faz parte da base aliada do presidente Lula e que espera contar com a presença dela na campanha lucista em breve. Lembrando que Dilma é apoiada pelo governador Cid Gomes (PSB), observou: “O que eu tenho ouvido é o que a candidata tem dito é que onde houver dois palanques da base aliada ela virá. Nós não iríamos usar o nome dela ou a marca se não tivéssemos autorização”.

Ele revelou que o candidato Lúcio Alcântara está finalizando um programa de governo, para cumprir determinação da legislação eleitoral que exige agora essa providência quando do registro. No conteúdo desse programa, um dos destaques é segurança pública. “Esse programa trará propostas que possam ser implementada na área a segurança pública. Existe uma insatisfação latente no Estado do Ceará. Os homicídios cresceram, assaltos bancos cresceram , furtos a carros em semáforo cresceram”.

MAIS UM

Presidente do Partido Verde no Ceará vai ser candidato ao Governo do Estado


O presidente do Partido Verde (PV) no Ceará, Marcelo Silva, confirmou nesta terça-feira (29) que vai ser candidato ao Governo do Estado. Com ele, sobe para 5 o número de candidaturas ao cargo.
A estratégia do Partido é formar palanque para a candidata à presidência, senadora Marina Silva, no maior número de Estados possível.
O vice de Marcelo vai ser o professor Aristides Braga. Para o Senado, só está definido um candidato: o ambientalista Paulo Eduardo, conhecido como Polô.
Nessa quarta-feira (30), a chapa vai ser homologada durante convenção do PV no Ceará.
Eleições no Ceará
Com a entrada de Marcelo Silva na disputa pelo Governo do Ceará, o cenário das eleições está formado no Estado. As 5 candidaturas oferecem diferentes formas de gestão para o eleitor escolher.
Para o cientista político Uribam Xavier de Holanda, professor da Universidade Federal do Ceará, o cenário é favorável à existência de segundo turno.


MÁRCIO CAVALCANTE : DEPUTADO ESTADUAL

Hoje pela manhã recebi uma notícia, de que o Vereador Márcio Cavalcante, estaria viajando para Fortaleza, para registrar sua candidatura a Deputado Estadual. 


E que o Presidente dos Democratas, Chiquinho Feitosa, procurou o Presidente dos Democratas em Crateús, Marcelo Chaves, para tentar convencer o Vereador Conegundes Soares, a ser candidato a Deputado Estadual.

E AGORA JOSÉ !!!!!!

ASSALTO EM MONSENHOR TABOSA


O grupo invadiu a agência, rendeu funcionários e conseguiu levar vários malotes de dinheiro


Cinco homens fortemente armados assaltaram, no início da tarde desta terça-feira, a agência do Banco do Brasil da cidade de Monsenhor Tabosa, no Sertão de Crateús. O grupo invadiu a agência, rendeu funcionários e conseguiu levar vários malotes de dinheiro. O banco não informou à Polícia o valor levado pelos ladrões.

Na fuga, a gerente foi feita refém, sendo obrigada a entrar no carro Frontier que esperava a quadrilha do lado de fora do banco. A gerente foi libertada na saída do município. De acordo com o Comando de Policiamento do Interior (CPI), a quadrilha agiu sem efetuar disparos. O grupo fugiu em direção ao município de Boa Viagem. 

Policiais militares de cidades vizinhas foram mobilizados para tentar prender os bandidos, mas nenhum deles foi localizado. 

CHARGE

OPERAÇÃO PIPA RETOMADA EM 73 MUNICÍPIOS

Com a seca no Estado, há comunidades que dependem totalmente do abastecimento por carro-pipa. No Ceará, o Exército, por meio da 10ª Região Militar, coordena a operação 

Repasse de verba por meio do Ministério da Integração Nacional possibilita a retomada da Operação Pipa no Estado
Juazeiro do Norte. O Exército retomou a distribuição de água pela Operação Pipa em 73 municípios cearenses, localizados nas regiões de Inhamuns, Cariri, Centro-Sul, Sertão Central e Litoral Leste. Até ontem, a Coordenadoria da Defesa Civil do Estado somava 16 cidades que decretaram situação de emergência, e aguardam homologação do Governo do Estado, para encaminhamento do Ministério da Integração Nacional.

Continua sendo realizada avaliação técnica pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) do documento encaminhado pela Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA) e Defesa Civil, no início de junho, para decretação de situação de emergência, por conta da estiagem no Estado. A PGE ainda não se pronunciou em relação à avaliação do documento. Até o fechamento desta edição, a Procuradoria não deu retorno sobre detalhes de quando concluirá a avaliação.

A quantidade de decretos de situação de emergência municipais, já encaminhados para o escritório da Defesa Civil do Estado, deverá aumentar, conforme o coronel William Lopes, coordenador Executivo da Defesa Civil. Ele afirma que um dos entraves para homologação desses casos pelo Governo Estadual tem sido a falta de documentos necessários por parte das localidades que complementem as exigências para o reconhecimento estadual da situação.

O encaminhamento está sendo feito e ele espera, até a próxima semana, também fazer o encaminhamento para o Ministério da Integração Nacional (MIN). Os auxílios emergenciais para os 16 municípios só podem ser encaminhados com a documentação completa.

Segundo o coronel, documentos como a Avaliação de Danos (Avadan) e o mapa da região afetada em cada localidade são essenciais. Os relatórios com as ocorrências devem constar na documentação. O coordenador afirma que não adianta encaminhar esses documentos, apenas com o decreto, porque não haverá a homologação.

No caso da documentação enviada para avaliação jurídica, ele afirma que foi feita uma análise geral dos municípios, e essa situação poderá esbarrar em muitas questões técnicas. Essa poderia ser uma das justificativas para a demora na decretação de situação de emergência no estado. Conforme William Lopes, com esse documento será feita uma avaliação global do Estado, em termos de necessidade de assistência.
Recursos em atraso

Até hoje, havia a ameaça de paralisar a Operação Pipa em 50 municípios. Não existia perspectiva do encaminhamento dos recursos destinados ao pagamento dos caminhões pela 10ª Região Militar, com verba do Ministério. Nessa operação, o Exército responde pelos Estados do Ceará, Piauí, Tocantins e Norte da Bahia.

Segundo o chefe do escritório regional sede da Operação Pipa, coronel Luiz José Silveira Benício, por conta do encaminhamento da verba referente aos meses de junho e julho, foi possível retomar o abastecimento por meio dos carros-pipas nos 73 municípios cearenses.

A paralisação estava acontecendo por regiões e no fim do mês a perspectiva era que todos os municípios ficassem sem o abastecimento. No mês de junho, conforme o chefe do escritório, só houve o repasse de 40% do orçamento previsto, já dificultando realizar a operação. Os municípios que encaminharam decreto de emergência no Estado para a Defesa Civil foram Apuiarés, Crateús, Monsenhor Tabosa, Mombaça, Jati, Cedro, Caridade, Canindé, Boa Viagem, Alto Santo, Acopiara, Tauá, Jaguaribe, Itapiúna, Acarape e São João do Jaguaribe. Além da falta de encaminhamento da documentação necessária dos municípios para a Defesa Civil, ainda falta encaminhamentos nesse sentido também referentes ao Seguro Safra.

Os laudos referentes ao seguro ainda estão sendo avaliados, mas, segundo a SDA, devido a situação difícil em que se encontra o Estado, haverá uma antecipação do seguro para o mês de agosto. Em todo o Ceará estão inscritos no programa mais de 290 mil agricultores.
Emergência
16 municípios no Interior do Estado decretaram situação de emergência em decorrência da seca. Os decretos foram encaminhados para a Defesa Civil Estadual e aguardam homologação

DEPUTAOS FALAM EM LEVIANDADE E INGRATIDÃO


Tomás Figueiredo, após ser chamado de leviano, vai ao encontro de Welington Landim que se desculpa 

No primeiro dia útil, após a escolha dos candidatos, a tensão dominou os debates na Assembleia Legislativa

O deputado Welington Landim (PSB) depois de dizer que o deputado Tomás Figueiredo (PSDB) é leviano e que ingrato são os tucanos que passaram mais de três anos elogiando o Governo e de repente mudam o discurso. O deputado que é líder do bloco governista respondia a discursos do deputado João Jaime, líder do PSDB e do outro tucano, Tomás Figueiredo, autor do primeiro discurso de oposição, na semana passada, parcialmente repetido na sessão de ontem.

O deputado João Jaime falou de ingratidão as destacar a trajetória política dos irmãos Ciro e Cid Gomes, com a ajuda do senador Tasso Jereissati (PSDB). Por seu turno, o deputado Tomás Figueiredo disse que "Tasso nunca tentou calar a voz das oposições cooptando quem estava contra, não comprou o silêncio conveniente, não pagou para ser bajulado".

Landim deixa claro que não houve por parte de nenhum membro da base aliada de Cid Gomes, algum tipo de manifestação de agressão ou comentário jocoso em relação à candidatura de Marcos Cals (PSDB), ou mesmo ao senador Tasso Jereissati (PSDB).

Pelo contrário, ele alega que foi o PSDB quem primeiro levantou esse tipo de comentário, destacando, por exemplo, uma afirmação de Tasso que considera grave, de que prefeitos votarão em Cid Gomes por medo, o que aponta não ser verdade.

Landim também ressalta que Cid Gomes foi eleito governador do Estado sem a ajuda do Governo, lembrando que quem estava à frente do Executivo na ocasião era o então tucano, Lúcio Alcântara, rebatendo a afirmação de Cirilo Pimenta de que os Ferreira Gomes sempre tiveram a ajuda do Governo.

Segundo Cirilo, os Ferreira Gomes usaram Tasso como "trampolim. Posso chamá-los de cupim. O cupim é aquele que come junto só com a família", fazendo alusão, também, à candidatura de Patrícia Saboya à Assembleia Legislativa. Por seu turno o deputado Luiz Pontes (PSDB) a história da política cearense se confunde com o período de Tasso e dos Ferreira Gomes. Segundo disse, Tasso sempre lutou para eleger os irmãos Ciro e Cid Gomes.

Welington Landim entende que Cid Gomes foi correto até o último momento nessa negociação para a formação das alianças para a eleição. "Fez três encontros e o PSB deu a liberdade para ele (Cid) definir os candidatos. O caminho que o PSDB queria, de apoio do Cid para a candidatura de Tasso (ao Senado) não deu certo devido a uma composição de força", avalia.

"Quanto mais falarem de Cid mais ele vai crescer. Vamos fazer política de alto nível, trazer projetos importantes, somos um Estado pobre e precisamos de gente para agregar", argumentou.

Motivações

O vice-líder do Governo, deputado Roberto Cláudio (PSB), disse que não consegue compreender as motivações do PSDB que, para ele, tentam conduzir uma crítica "personalista de baixo nível e de humor duvidoso" a um Governo que sempre teve postura republicana e respeitosa com todas as bancadas de todos os partidos, incluindo a do PSDB.

Roberto Cláudio entende que partiu uma interpretação equivocada devido uma declaração do deputado Ivo Gomes (PSB), quando disse que o governador Cid Gomes inaugura um novo ciclo político. "Que mal há nessa declaração?", questiona, assegurando que há sim um novo ciclo político de novas ações administrativas.

Os deputados Artur Bruno, (PT), Hermínio Resende (PSL), Lula Morais (PC do B) e Guaracy Aguiar (PRB) também foram em defesa de Cid e Ciro, além do líder do Governo, deputado Nelson Martins, que destacou o trabalho de Ivo Gomes e a postura do Cid Gomes.


terça-feira, junho 29, 2010

LÚCIO ALCÂNTARA PARA O GOVERNO


LÚCIO ALCÂNTARA HOMOLOGA CANDIDATURA AO GOVERNO E AVISA QUE NÃO É REVANCHE
Por: Márcio Dornelles

O ex-governador Lúcio Alcântara, ao lado do vice da chapa, Cláudio Vale, do candidato a senador Alexandre Pereira, e do coordenador da campanha, prefeito Roberto Pessoa, homologou a candidatura ao Governo do Estado na tarde desta terça-feira (29), durante a convenção do PR, realizada no ginásio poliesportivo da Parangaba, entre os terminais da Parangaba e do Siqueira.
Antes dos pronunciamentos no palanque, Lúcio concedeu uma coletiva à imprensa e voltou a tecer críticas ao Governo Cid Gomes, mas avisou que não se trata de revanche. Para o postulante à vaga, a divergência entre as chapas está na forma de administrar. Alcântara disse ainda que teve o apoio da população. “Eu não me lancei candidato a governador. Eu fui lançado pelo povo do Ceará”.
Em outro momento da entrevista, o ex-governador ironizou as promessas de campanha de Cid Gomes durante as eleições de 2006. “Ele prometia tanta coisa bonita que até eu queria votar nele, mas era falácia”, disparou.

PARLAMENTAR CONDENADO PELO STF



Primeiro parlamentar condenado pelo STF desde 1988 quer disputar nas eleições

Com a condenação, José Gerardo Arruda ficaria inelegível, de acordo com a Lei da Ficha Limpa. No entanto, com a suposta prescrição do prazo do STF, o deputado poderá voltar a disputar mandatos políticos nas próximas eleições

O Supremo Tribunal Federal (STF) perdeu o prazo para condenar por crime de responsabilidade o deputado federal José Gerardo Arruda Filho (PMDB-CE), primeiro parlamentar do País a ser julgado após a Constituição de 1988. Segundo matéria publicada no jornal O Globo desta segunda-feira, 29, o STF tinha até o dia 23 de maio para publicar o acórdão da condenação do deputado.

Com a condenação, José Gerardo Arruda ficaria inelegível, de acordo com a Lei da Ficha Limpa. No entanto, com a suposta prescrição do prazo do STF, o deputado poderá voltar a disputar mandatos políticos nas próximas eleições.

Depois de ter sido o primeiro parlamentar julgado pelo STF desde a instauração da Constituição de 1988, José Gerardo deveria ter sido condenado por desvio de R$ 500 mil de verba federal, enquanto foi prefeito de Caucaia (1997-2000), na Região Metropolitana de Fortaleza. 

O deputado foi condenado a dois anos e dois meses de detenção, convertida em 50 salários mínimos a serem entregues a entidade assistencial e prestação de serviços à comunidade pelo mesmo tempo da pena aplicada. 

Em resposta ao jornal O Globo, o STF defendeu que o prazo não foi prescrito e que a pena será cumprida. Caso tenha o registro de candidatura impugnado pelo Ministério Público Eleitoral, José Gerardo poderá recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e, em última instância, ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Redação O POVO Online, com informações do jornal O Globo

LULA QUER POSTO NO EXTERIOR

Após sair da Presidência, Lula quer posto no exterior



O presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu publicamente segunda-feira (28), pela primeira vez, seu desejo de ocupar algum cargo na área internacional após o término de seu segundo mandato, no dia 1.º de janeiro. Em artigo divulgado pelo site do jornal britânico Financial Times, o mais prestigioso do mundo na área econômica, Lula disse: “Após deixar a Presidência, quero continuar contribuindo para a melhoria da qualidade da vida da população. Ao nível internacional pretendo concentrar minha atenção em iniciativas que beneficiem países da América Latina e do Caribe e o continente africano.”
No parágrafo seguinte, ele deixou seu projeto ainda mais explícito: “Quero levar adiante os esforços feitos pelo meu governo no sentido de criar um mundo multilateral e multipolar, livre da fome e da pobreza. Um mundo no qual a paz não seja uma utopia distante, mas uma possibilidade concreta.”
O projeto de Lula já foi abordado mais de uma vez pela imprensa, com informações de que estaria pretendendo um cargo na Organização das Nações Unidades (ONU) ou no Banco Mundial. Até agora, no entanto, ele não havia falado diretamente sobre o assunto. O artigo assinado pelo presidente faz parte de um caderno especial sobre o Brasil, que circula hoje com a edição impressa do jornal.
Sob o título "O Novo Brasil", o caderno destaca a estabilidade e o recente crescimento da economia brasileira, comparando o País a um adolescente que cresceu rapidamente, parece confiante e ansioso para deixar suas marcas no cenário internacional, mas ainda enfrenta problemas, como se não estivesse acostumado com sua própria estatura.

05 DE JULHO ÚLTIMO DIA


Depois das homologações das candidaturas de Cid Gomes (PSB), Marcos Cals (PSDB), Soraya Tupinambá (PSOL), e, hoje, de Lúcio Alcântara (PR), para que os candidatos comecem de fato a campanha eleitoral só precisa que requeiram os seus respectivos registros junto ao Tribunal Regional Eleitoral.

O calendário eleitoral definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) define como data limite para que os partidos ou coligações requeiram o registro de seus candidatos o dia 5 de julho. As convenções partidárias que homologam as candidaturas terão que acontecer somente até amanhã, último dia deste mês.

A partir do primeiro dia de julho o calendário eleitoral define uma série de proibições para o rádio e a televisão, sobretudo para as emissoras que têm programas com nomes de apresentadores que tenham sido relacionados por partidos como candidatos a qualquer dos cargos eletivos em disputa no pleito de 3 de outubro deste ano.

CPI DO CASTELÃO



HEITOR FÉRRER PEDE CPI DO CASTELÃO E RECEBE APOIO DE TUCANOS NA ASSEMBLEIA
Por: Márcio Dornelles
O deputado estadual Heitor Férrer (PDT), em declarada oposição ao Governo de Cid Gomes, na sessão de hoje (29) da Assembleia Legislativa, pediu a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar suposta fraude no processo de licitação no projeto de reforma do estádio Castelão.
“O que nós queremos aqui estabelecer à sociedade e que o projeto de Fortaleza, estado do Ceará, não pode correr risco de em 2014 não trazer os jogos da Copa”, afirmou Heitor Ferrer. A aparente tranquilidade do Governo cearense na AL parece ter sido quebrada, principalmente após o rompimento político de Tasso Jereissati com Cid Gomes. Os tucanos se manifestaram a favor da CPI proposta por Férrer. O deputado João Jaime afirmou que a bancada do PSDB apoiará a medida.
“Se (Férrer) fizer a proposição da CPI nós iremos assiná-la, porque acho que precisa ser esclarecido. Nós não podemos estar aqui nessa casa sendo omissos e botando tudo pra debaixo do tapete sem que nada seja devidamente investigado”, disse Jaime.
A denúncia veio à tona nesta semana em uma reportagem da revista Veja, onde questiona o processo em virtude de um favorecimento de uma empresa cearense em relação às nacionais, que também participam da licitação. O dono da empresa seria amigo de pessoas influentes dentro da atual gestão governamental.

CONVENÇÃO DO PR

Saiu  para Fortaleza uma Topic, com eleitores do PR, para a sua Convenção que deve indicar o Dr. Lúcio Alcântara ao Governo do Estado, acredito que irá da certo com esta comitiva !!!.

LEVARAM RÉPLICAS DE TROFÉUS



Ladrões furtam réplicas de troféus da sede da Fifa em Joanesburgo

Polícia sul-africana afirma que está investigando o caso

O comando da polícia da África do Sul confirmou nesta terça-feira que a sede da Fifa em Joanesburgo foi furtada. Os criminosos teriam levado sete réplicas de troféus e mais alguns itens de material esportivo.
- Sim, nós sabemos que houve um roubo lá e estamos investigando isso - disse o comissário da polícia nacional, general Bheki Cele.
As autoridades convocaram uma entrevista coletiva nesta manhã, na cidade de Pretória, para fazer um balanço geral de todas as ocorrências durante a Copa do Mundo: foram 316 presos, sendo que 207 sul-africanos.
 

OLHA A FICHA LIMPA !!!


TRIBUNAIS DE JUSTIÇA TERÃO QUE ENVIAR LISTA DE CONDENADOS A PARTIR DE HOJE
Por: Luciano Augusto

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai recomendar em sessão plenária nesta terça-feira (29), que os tribunais de Justiça de todo o país encaminhem aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) a relação de pessoas condenadas. O objetivo é facilitar o cumprimento da Lei da Ficha Limpa, afirma o jornal O Globo.
De acordo com a nova lei, políticos condenados pela Justiça em decisão colegiada, mesmo em processos não concluídos e anteriores à sanção da lei no início de junho, não podem concorrer nas eleições de outubro.
No parecer, que sustenta o pedido que será remetido aos tribunais estaduais, o presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, disse que a lista é importante para que a Justiça Eleitoral possa "tipificar os casos de inelegibilidade", além de assegurar a "dignidade" do processo eleitoral.

COPA 2010: ESTAMOS NAS QUARTAS

BRUNO AFASTADO DO FLA


O jogador foi afastado temporariamente do clube por causa da polêmica envolvendo o sumiço da ex-namorada
Depois de ser envolvido na investigação do desaparecimento de sua ex-namorada Eliza Samudio, o goleiro do Flamengo, Bruno não vai viajar com o restante do grupo para Itu, no interior de São Paulo, onde a equipe rubro-negra fará uma preparação para o seu retorno ao Campeonato Brasileiro no próximo mês.

Segundo a presidente do clube, Patrícia Amorim, o atleta ficará treinando no Rio de Janeiro, no Ninho do Urubu. "O Flamengo lamenta o ocorrido, mas entende que é um problema pessoal do jogador", declarou.

Depois de chegar atrasado na Gávea, o goleiro não treinou com os demais jogadores na manhã de ontem. Mas, o camisa 1 da equipe carioca já tratou de dizer que está com a sua consciência tranquila.

"Ainda vou rir muito de tudo isso", disse Bruno. O atleta deve iria encontrar com o seu advogado, Michel Assef Filho, ainda na tarde de ontem, para conversar sobre o caso.

Dayane Fernandes, mulher do goleiro Bruno, do Flamengo, teria dito, em depoimento à polícia, que a jovem Eliza Samudio abandonou o filho de quatro meses. Ela teve um relacionamento com o jogador do time rubro-negro no ano passado e alegava que o atleta é pai do bebê. Dayane chegou a ser levada à delegacia. Alessandra afirma que, depois de entrar em contradições, a mulher do jogador contou que escondeu o bebê a pedido de um amigo do goleiro. Dayane teria dito que Eliza deixou o filho com Bruno.

Na tarde de ontem, a Polícia entrou no sítio do goleiro do Flamengo Bruno, em Esmeraldas (MG), para escavar a área em busca do corpo de Eliza Samudio, desaparecida há três semanas. Se acordo com a Delegada Alessandra Wilke, o goleiro é suspeito de envolvimento no desaparecimento da jovem.